sábado, 5 de julho de 2008

Costumes Alimentares dos Muçulmanos e Leis Dietéticas





O islamismo prove o conceito de comer para viver ao inves de viver para comer. As orações são oferecidas antes do alimento ser consumido. Os muçulmanos são advertidos a não comer em excesso e sempre repartir o alimento. Embora muitos alimentos sejam permitidos, determinados códigos devem ser observados e existem algumas restrições dietéticas.
A carne de animais abatidos de um modo humano conforme descrito pelas leis islâmicas é halal ( de acordo com a lei islâmica). Toda carne para ser usada como alimento deve ser abatida conforme ritual de escorrer sangue e pronunciar o nome de Deus. Isso pode ser feito por qualquer um não se designa uma pessoa especial para essa função. Os muçulmanos usam produtos de carne kosher , uma vez que sabem que foram abatidos da maneira adequada. Embora todos os alimentos não proibidos especificamente sejam Permitidos, determinados alimentos são recomendados como leite, tâmaras, carnes, frutos do mar, doces, mel e óleo vegetal, em especial azeite de oliva.
Caso o animal não tenha sido abatido adequadamente, a carne torna-se haram, ou proibido. A carne e os produtos proibidos de suínos como gelatina são proibidos, assim como bebidas e produtos alcoólicos (por exemplo, extrato de baunilha pu outro alimento à base de álcool ou extrato que dão sabor).
Os mlçumanos realizam jejum todos os anos durante o mês do calendário lunar islâmico. Os muçulmanos jejuam completamente desde a madrugada até o pôr-do-sol e se alimenta, somente duas vezes ao dia antes da madrugada e após o pôr-do-sol. O fim do Ramadam é marcado pela Festa da Quebra Jejum (Eid-ul-Fitr).
Os muçulmanos também são encorajados a jejuar 3 dias de cada mês. As mulheres menstruadas, grávidas, ou lactentes não são obrigados a jejuar, mas devem cumprir os dias de jejum em algum outro período .

4 comentários:

gabizinha disse...

obrigada isso me ajudou muito nos meus temas de história eu agradeceria se vc(criador do blog)postasse algumas coisas sobre fungos e celulas do corpo.
obrigada beijo da g.gabizinha.obs:siga o meu blog please

Mara faturi disse...

Acho interessantíssima essa relação; alimento-cultura-história e antropologia!!
Gostei muito do texto!
Bjo

Anônimo disse...

malucos esses mulçulmanos

Anônimo disse...

Obrigada, mas sua falta de pontuação não me ajudou em nada